Conte sua história

O Blog croche.com.br está completando 3 anos! Tudo começou com a postagem da FLOR CATAVENTO que é utilizada com muita frequência nos trabalhos apresentados aqui no blog e para mostrar a nossa maneira de fazer resolvemos fotografar um passo a passo, desde então não paramos mais.

Se bateu aquela curiosidade para ver o primeiro passo a passo que postamos, CLIQUE AQUI.

Hoje o blog já conta com uma grande variedade de passo a passo e nosso objetivo é postar cada vez mais. Não podemos deixar de agradecer as artesãs que colaboraram neste período enviando passo a passo e agradecer a todos vocês por compartilhar as postagens fazendo com que elas alcance cada vez mais pessoas que buscam nesta arte uma maneira de gerar renda extra, ocupar a mente ou recuperar-se de momentos difíceis.

Nestes 3 anos recebi algumas histórias (enviadas por e-mail, nos comentários e no Facebook). Histórias de recomeço, expectativa de ganho, felicidade em encontrar o blog e fazer um trabalho, superação… as histórias recebidas são uma verdadeira lição e injeção de ânimo, a cada mensagem recebida tenho certeza que vale a pena todos os momentos dedicados à esta página e que precisamos comemorar todos os dias!

Sou muito grato a cada visita. Fico muito feliz ao ler as mensagens que vocês enviam, por isso resolvi criar este cantinho para comemorarmos juntos os 3 anos de criação desta página. Espero que possamos nos conhecer cada vez mais, trocar ideias e ajudar uns aos outros… utilize o campo COMENTÁRIOS no final desta página e me conte, qual é sua história?

Quer uma ajudinha com algumas perguntas?

Viram como sou curioso :) :) Então agora vá até o final da página e me conte!

 

53 comentários em “Conte sua história

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A moderação de comentário está ativo. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

  1. Olá, aprendi fazer crochê olhando minha mãe fazer, por curiosidade mesmo, coisas de menina eu ficava observando atentamente cada gesto dela com a agulha. Um dia resolvi pegar a agulha e barbante dela e arriscar uns pontos, foi mágico cada laçada que dava parecia uma conquista!! o tempo passou e como toda adolescente comecei a me interessar por grupos de amizades, festas e garotos… Fui deixando de lado o crochê… Engravidei aos dezenove anos e minha história não foi muito diferente da maioria das jovens que engravidam cedo, fui abandonada pelo pai do meu bebê e acabei tendo que assumir toda responsabilidade sozinha, foi tão sofrido… Mergulhei numa depressão horrível, e o que me salvou foi voltar a fazer crochê, nem sei quantos jogos de tapetes fiz durante minha gestação, as amigas da minha irmã, acredito que por pena me encomendavam tapetes e isso me ajudou a estruturar financeiramente para a chegada do meu filho… O tempo passou, meu filho nasceu, eu arrumei emprego e o crochê foi deixado de lado mais uma vez. Quando meu filho completou sete anos conheci meu esposo, nos casamos tivemos outro filho que hoje tem oito anos. Hoje sou funcionária pública e como não trabalho a tarde retornei ao crochê, isso aconteceu depois que por acaso conheci seu Blog e vi tantos passo a passo de peças lindas… Fiz meu primeiro jogo de tapetes com flores e nem tinha intenção de vendê-lo, mas assim que publiquei no meu Facebook, choveu gente querendo, daí por diante tudo que eu faço vendo… Crochê pra mim é uma terapia e hoje posso dizer que salvou minha vida.

    1. Rozangela, lendo sua história percebo que o crochê sempre esteve presente em sua vida… desde novinha!
      Fico muito feliz que ele tenha retornado em um momento bom de sua vida e também por ter o blog como um incentivador deste retorno, feliz em saber que o crochê serve como terapia e ainda consegue uma renda extra. Um forte abraço minha querida, tudo de bom sempre!!!

      1. Sou muito grata a você, seu desprendimento faz com que vc compartilhe seu conhecimento e de uma forma bem didática, obrigada por tudo mesmo. Abraços Samuel

  2. Olá tudo bem? Sempre gostei de crochê e com 12 anos de idade pedi para uma vizinha me ensinar a fazer,pois ficava encantada em ver esta arte.Infelizmente ela não conseguiu me ensinar.Eu sou canhota e ela teve muita dificuldade em me ensinar.Fiquei muito triste e comecei a tentar fazer sozinha,mas não estava levando jeito.Foi quando tive uma grande idéia.Eu sentava na frente dela e a maneira que ela fazia os pontos e pegava na agulha e linha eu fui tentando fazer da mesma forma sempre de frente com ela.Demorou um tempo para eu aprender,mas quando consegui desvendar o mistério nunca mais parei.Aos 21 anos quis fazer faculdade e não tinha condições nenhuma de pagar, então tive uma ideia de fazer cortinas toalhas de mesa e cochas para vender.Eu estudava com as vendas dos meus trabalhos realizado em crochê.Ficava varias noites acordada fazendo crochê. Consegui me formar em Pedagogia e até hoje faço meus trabalhos.Amo muito crochê.Bjos

    1. Uau!
      Célia, você passou por um desafio e tanto e na verdade era uma prova para que você conseguisse sua graduação.
      Parabéns por ser uma pessoa batalhadora, com certeza as conquistas são muito valorizadas como devem ser.

      Forte abraço e muito obrigado pelo carinho, seja sempre muito bem vida.

      Samuel Ramos

  3. Olá,tudo bem? É com muita alegria que venho falar um pouco sobre o crochê. Comecei a fazer crochê há três anos após o falecimento de meu filho Gabriel de 17 anos. Desempregada e sem nada para fazer a tristeza tomava conta de mim e fui ficando muito deprimida, foi aí que minha irmã que já é crocheteira me ensinou a fazer crochê. Me apaixonei e foi muito bom para mim, uma terapia. Amo o que faço, não vendo meus trabalhos,gosto de enfeitar minha casa. Amo sua pagina crochê.com,pois com a ajuda do passo a passo tenho feito muitos trabalhos lindos e com flores rsrsr. Muito obrigada! Abraços.

    1. Oi Marlene, fico feliz que o site esteja ajudando em sua recuperação. Feliz por conseguir ajudar enfeitar sua casa :)
      Forte abraço e tudo de bom sempre.

  4. Olá, tudo bem? Então, faço croche desde os meus 15 anos( hoje com 35 ), aprendi essa arte com minha mãe.Faço croche por amor e tambem como uma fonte de renda. O atersanato, faz dos meus dias mais coloridos e alegres. Faço admirando cada ponto que vai saindo …rs Ensinei minha unica filha a fazer aos 9 aninhos , hoje com 16, e está se saindo uma crocheteira de mão cheia. Daí então resolvemos criar uma pagina no Facebook ( DRIMILA CROCHE )para podermos mostrar nossos trablahos a mais pessoas , dar dicas e quem sabe obtermos mais clientes… e amo sua pagina Croche.com bjo…

    1. Legal sua história Adriana!
      Vou visitar a página de vocês e desde já desejo muito sucesso.

      Grande beijo.

  5. Olá, comecei a fazer crochê a uns 30 anos atrás, hoje estou com 52 anos. Não sabia fazer nada,mas depois que peguei na agulha foi maravilhoso. O crochê me salvou de uma depressão, me fez botar a cabeça pra funcionar, pesquisar, pensar, me distrair e me orgulhar do que faço. Estar sempre aprendendo e ensinando. Sei que não sou uma crocheteira de mão cheia como muitas por aí, mas gosto muito do crochê. É prático, pois a qualquer lugar que você vá, dá pra levar uma linha e uma agulha…E fico feliz quando pego alguma coisa pra fazer e consigo terminar com um resultado cada vez mais bonito.
    Amo este blog e o grupo no face. Parabéns e obrigada por serem tão prestativos! Abraços

    1. Que legal Silvana. Pra mim, ser “crocheteira de mão cheia” é fazer com amor, dedicação e carinho… por suas palavras vejo que tudo isso faz parte do seu trabalho e fico feliz por estar bem. Eu que agradeço o carinho e depoimento!

      Forte abraço e tudo de bom sempre.

  6. Eu aprendi os primeiros passos quando estava no ginásio,isso já se vão mais de 45 anos. Agora,como estou sem trabalhar fora,recomecei no croche. E o primeiro trabalho que fiz foi através do seu blog – Trilhos de mesa flor de lótus – adorei!!!!! ficou lindo e acabei me apaixonando por trabalhos que tenham flores. Já fiz várias receitas suas,só não vendo, dou de presente ou para meu uso. E ainda não perdi a fé de vc fazer o passo a passo da capa para galão de água, que é lindissimo!!!!!
    Agora conte-nos a sua historia Samuel Ramos.
    Muito obrigada pelas postagens,paciência e amor pelo trabalho.

    1. Muito legal Silvana! As flores realmente agregam muito ao trabalho e vale a pena fazê-los.
      Silvana, a capa de galão não consegui autorização pra fazer o passo a passo, mas continuo tentando.

      (um pouquinho da minha historia)
      Faço crochê a pouco tempo, mas minha família sempre fez não só crochê mas outros artesanatos também como ponto cruz e pintura por exemplo. Convivendo com tanta beleza não tinha como não aprender, o dia que resolvi pegar na agulha e linha rapidinho aprendi os primeiros pontos (professoras não faltavam :) ) No início não tinha muitos gráficos ou passo a passo e achava que seria impossível fazer um trabalho olhando outro pronto, mas me lembro que uma vez resolvi “arriscar” e não é que o trabalho ficou bem parecido? Hoje já consigo criar algumas peças e compartilhar o aprendizado com vocês é uma maravilha!

      Grande beijo Silvana, que Deus abençoe a todos nós sempre.

      1. Parabéns Samuel, seus trabalhos são lindos. E muito,mas muito obrigada mesmo por passar seus passos a passos para nós. E que Deus te ilumine sempre.

  7. oieee…. Comecei a fazer crochet aos 12 anos e nunca fiz direito, começava e não concentrava… rsss… Foi aí que neste ano à espera de uma cirurgia, na ansiedade, comecei a fazer crochet, para desestressar, fiz uns tapetes horrorosos, (mas q to usando até hoje para provar minha evolução) aí quando estava indo para Goiânia fazer a cirurgia, pelo celular, achei seu site, aprendi a fazer a primeira flor, ai o tapete já ficou uma gracinha, más mesmo assim eu não tinha noção de como fazer o acabamento direito, e a minha amiga Raquel me deu esse suporte, e sempre peço socorro para ela, não vendo, faço por prazer para família e amigos, seu site é o melhor pois não tenho paciência para vídeo e ele ensina direitinho. Obrigado por estar ao meu lado nesta hora difícil, más que graças a Deus estou vencendo.

    1. Olá Natalia, espero que esteja bem. Fico muito feliz por ajudar de alguma forma e por saber que o site junto com sua amiga Raquel fazem parte de sua evolução. :)
      Espero que logo esteja totalmente curada e confeccionando peças lindas. Um grande beijo e tudo de bom sempre!!!

  8. Oi!Eu aprendi a fazer crochê num projeto que frequentava aos 12 anos,mas só o bem básico como as correntinhas mesmo.Depois disso meio que esqueci pois ninguém mais incentivou para que eu continuasse..Quando me casei a 3 anos atrás despertou meu interesse novamente ao querer fazer as barrinhas para minhas toalhas e panos de prato.Comprei algumas revistas,minha sogra me orientou,mas fiquei só nisso.Queria mais!Queria fazer tapetes,meus jogos de banheiro! E ano passado na febre da Corujinha encontrei seu passo a passo na web e amei o seu blog,seu jeito de explicar,e consegui fazer meu primeiro trabalho em barbante.Depois disso comecei o jogo de banheiro de camélia e até entrei em contato por email com você agradecendo e pedindo um conselho rsrsrsrs.Faço tanto para mim quanto para vender. Amanhã irei fazer meu cartão do Artesão!
    Deus continue te abençoando e obrigada por compartilhar esses trabalhos maravilhosos conosco!

    1. Que legal ver sua história aqui Scheila! Seus trabalhos são lindos e fico muito feliz por sua evolução, cofesso que corri la no e-mail para rever seus trabalhos :) :)

      Um grande beijo e tudo de bom sempre!

  9. OLÁ EU AMO CROCHET DESDE CRIANÇA OLHAVA AS TOALHINHAS DE MINHA MÃE E PENSAVA QUERO FAZER EU TINHA UNS NOVE ANOS,MAS TINHA UM PROBLEMA EU SOU CANHOTA E MINHA MÃE NÃO CONSEGUIA ME ENSINAR E ELA ERA COSTUREIRA SEMPRE MUITO ATAREFADA COM MEUS IRMÃOS MENORES AI EU DECIDI APRENDER SOZINHA DESMANCHEI UM PEDAÇO DE UMA TOALHINHA E FUI FAZENDO E DESMANCHANDO E FOI ASSIM QUE APRENDI E AGORA DEPOIS DE MAIS DE 40 ANOS SIGO FAZENDO CROCHET,LEMBRO QUE MEU PASSATEMPO DE MOCINHA ERA NAMORAR REVISTAS DE CROCHET NA BANCA RSRS ERAM CARAS,NEM SEMPRE PODIA COMPRAR CHEGUEI ATÉ FAZER UM TAPETE INDO VÁRIAS VEZES NA BANCA OLHAR.ERA UM TAPETE ENORME DE CAPA DE REVISTAS,O DONO DA BANCA DEVE TER DESCONFIADO MAS NUNCA FALOU NADA RSRSRS,HOJE A GENTE CONTA COM BLOGS MARAVILHOSOS COMO ESSE,OBRIGADO PELA DEDICAÇÃO.BEIJOS

    1. Que legal Edis! Ainda bem que os tempos mudaram :)
      Fico feliz em poder compartilhar um pouco no meu trabalho aqui e encontrar pessoas batalhadoras como você. Grande beijo.

  10. Holaaa!! Tengo 28 años y aprendí crochet a los 7 con mi madrina que buscaba algo productivo para esta inquieta niña… hace un año me diagnosticaron stress y depresión y comencé como terapia a hacerlo nuevamente, mi primer trabajo fue una toalha de mesa con la flor camelia, Que demás esta decir tiene un paso a paso suuuper bien explicado!!! Agradezco infinitamente tu dedicación, amo hacer flores y las de aquí ya me las aprendí casi todas!!! Felicidades por los 3 años!! Y salud por muchos más!!!! (Espero entiendas… jajjaj)

    1. Hola Alicia , espero que esté bien. Tengo tu comentario y estaba muy contento . Os doy las gracias por su visita al afecto y al igual que el blog , espero que siempre es útil . Un gran abrazo y salud!

  11. Boa noite.
    Tenho 16 anos e estou aprendendo a fazer croche e estou gostando muito os primeiros pontos foi minha amada vó Maria que me ensinou, na minha família varias pessoas sabem fazer creche e/ou algum tipo de artesanato minha irma para faz um croche muito bem e ainda sabe pintar tecido minha vó Geni que hoje mora com Deus tinha um verdadeiro dom ela fazia croches perfeitos e tambem tenho tias primas e primos que sabem fazer acho que Deus deu um pouco de dom para cada um da familia rsrsrs…
    Seu blog é muito bom cada dia aprendo mais e tem coisas maravilhosas nele estao de parabens que voces continuem assim alem de ensinar trazendo alegria a vida de muitas pessoas…
    A cada dia me apaixono mais pelo croche…
    Estou fazendo um tapete lindo redondo os pontos nao ficaram perfeitos mais sei que a acada dia melhoro mais quando termina mando no email para voces verem…
    Muito mais sucesso a voces trabalho muito lindo.

    1. Que legal Giovana, fico feliz em saber que desde nova já esteja se dedicando a esta arte. Vou esperar que envie a imagem do trabalho pronto e espero que o blog seja sempre útil. Grande beijo e bom trabalho!

  12. Olá, meu nome é Marcia, tenho 42 anos, sou de SP mas moro no Pará há 25 anos. Sou coordenadora de uma escola estadual.
    Aprendi crochê com nove anos, ensinado pela minha amada avó materna que até hoje faz crochê… Já são
    Eu só vendi algumas peças até agora, faço pelo simples prazer de presentear ou usar na minha casa.
    Descobri este site quando estava de tornozelo quebrado no ano passado, se eu não me engano, achei procurando aquele trilho de mesa flor de lótus (já fiz dois), fiquei espantada de alguém ter a boa vontade de ensinar passo-a-passo! A única receita que eu não consegui fazer de jeito nenhum foi o tapete russo (nenhum modelo), mas a culpa não é sua, a tensão do meu ponto que é a culpada, porque vc explica super bem!
    Outra coisa que eu amo aqui é a rapidez na entrega das receitas que a gente compra para imprimir!
    O crochê faz diferença para mim pq ate hoje eu vejo um sorriso da pessoa que recebe um presente meu, eles até brincam dizendo que já sabiam que iam ganhar uma peça de crochê, mas eu vejo o quanto eles gostam! O que eu não gosto no crochê é que todo mundo quer ganhar, mas são poucas pessoas que aceitam comprar…
    Te agradeço por estes três anos e te desejo muita saúde, continue com seu lindo trabalho!

    1. Olá Marcia, fico feliz por ler sua história postada aqui. Fico feliz por conseguir contribuir um pouquinho com suas artes. Na mensagem você aproveitou para me encher de elogios e só tenho a agradecer.

      Um forte abraço Marcia, vida longa para todos nós!

  13. Boa noite!

    Quero parabenizá-lo pelo blog, que é perfeito e muito nos ajuda. Eu já fiz alguns trabalhos por aqui e pretendo fazer vários outros. É uma referencia muito especial para mim e para muitas colegas.

    Minha história com o croche vem desde muito cedo, com 11 anos, quando minha avó materna me ensinou as correntinhas.
    Lembro como se fosse hoje…
    Não parei mais.
    Pedia para minha mãe comprar revistas e fui fazendo barradinhos em fraldas e panos de copa.
    Depois inicie toalhinhas e fui fazendo o meu enxoval. Muitas coisas que tenho até hoje.
    Fiz para vender por muito tempo, parei e agora , que estou me separando e com 3 filhos, sendo uma pequena de 2 anos, além de me ajudar muito financeiramente com peças newborn, jogos de banheiro e tapetes, tem sido uma grande terapia.

    Amo artesanato e o croche está no sangue… Amo mais que chocolate.

    É isso… Beijinhos.

    1. Olá Maria, espero que o artesanato ajude muito você neste momento. Espero que esta fase seja superada e que você possa ter muitos momentos de alegria. Grande beijo e tudo de bom sempre.

  14. Olá!! Boa tarde!!

    Descobri o blog a pouco tempo, mas visito todos os dias!!

    Parabéns pelo trabalho, somos agraciadas por sua boa vontade em nos presentear com lindos trabalhos!

    A minha história com o crochê vem desde criança. Não me recordo qual idade comecei a tecer os primeiros pontos, mas tudo começou pela minha mãe, que me ensinou com toda paciência os primeiros passos.
    Sou apaixonada pelo artesanato, não só pelo crochê, assim como ela.
    Enveredo pelos diversos tipos, faço macramê que amo, hardanger, apliquê dentre outros.
    Ela me ensinou o básico de crochê e macramê e fui me apaixonando e buscando aprimorar e conhecer as outras técnicas, me desafiando.
    Hoje não vivo sem novidades, faço por amor!
    O artesanato tem essa capacidade de nos fazer reinventar, cada peça vai um pouquinho da gente.
    Apesar de não utilizar ainda como fonte de renda, tenho pensado criar um canal para compartilhar e quem sabe, começar a receber encomendas.. rsrsrrs

    Até criei uma capa de almofada inspirada numa peça postada por vc. As pessoas amaram e já entreguei minha primeira encomenda.

    Fiquei muito feliz e estimulada!

    Agradeço a vc e a todas as artesãs e artesãos que compartilham suas criações para nossa inspiração.

    Abraços!!

    1. Linda história e percebo que é uma artesã muito talentosa!
      Fiquei curioso para ver a capa que você criou :) Se quiser enviar imagem para crochetapetes@gmail.com serei grato.
      Seja sempre muito bem vinda ao blog, espero que você tenha muito sucesso nas vendas. Um grande beijo e tudo de bom sempre!

  15. Ola meu nome é Fernanda tenho 35 anos e sou uma apaixonadaaa por croche aprendi fazer croche quando eu era uma menina tinha meus 10 anos ….eu tinha uma vizinha que fazia croche todos os dias eu ia na casa dela e sentava ao lado dela e fica encantada olhando pras mãos dela que não paravam de tecer aquela linha ela fazia coisas simples mas me encantava ..eu queria aprender a fazer croche e pedi a ela se poderia me ensinar …ela disse que não tinha paciencia de ensinar e que se eu quisesse aprender era só ficar olhando ela fazer que eu aprenderia …fiquei triste mas nao me desisti,nós eramos tão pobres que mamãe não tinha 0,50 centavos pra me dar pra mim compra uma agulha de croche …mas não desisti fiz minha propria agulha com arame rsrsrsrs …ai tbm não tinha dinheiro pra linha ,desmanchei uma blusa de lã velha da mamãe (levei uma surra pois ela amava aquela blusa velha) kkkkks …ai eu corria na vizinha olhava ela fazer e corria em casa e fui tentando ,tentando ate que um belo dia conseguiii fazer minha primeira toalhinha que orgulho de mim …hoje olho e vejo meu estojo cheiooo de agulhas meu gabinete cheioo de barbantes linhas lãs e me emociono me recordando do começo …hoje o croche é minha fonte de renda e amooooo esse Blog sou apaixonada por cada trabalho que vcs postam ja fiz varios o que mais faço é o jogo de banheiro camélia é a peça que mais vendo …muito obrigado por vcs existirem e nós fazer mais feliz a cada postagem ..bjus e fiquem com Deus .

    1. Belíssima história Fernanda. Acredito que na vida é sempre assim, se desistirmos ao se deparar com a primeira dificuldade simplesmente perdemos grande oportunidade provar que ao menos fizemos o possível. Fico feliz por gostar dos trabalhos do blog e também por saber que um dos modelos postados aqui (o tapete camélia) é um dos mais vendidos :) Um grande beijo.

  16. Quero agradecer a esse blog que tanto Amo e recomendo para todas amigas com alguma dúvida sobre crochê..
    Eu aprendi essa arte como uma terapia ocupacional , e me apaixonei eu fiz tratamento para síndrome do pânico e para depressão por anos da minha vida , o crochê me ajudou muito , hoje ele é meu trabalho minha fonte de renda e minha inspiração.
    O crochê me curou a cada peça que faço é uma medicação que alegra minha alma tenho uma página Dani Crochê posto tudo que o blog tem de novo …
    Amo Amo Amo vocês que fazem parte dessa equipe ♡♡

    1. Olá Dani, costumo dizer que o artesanato é o remédio para depressão que gera renda :) Vou procurar sua página para ver seus trabalhos! Fico feliz por sua visita, agradeço por recomendar o blog http://www.croche.com.br Um grande beijo e paz sempre!

  17. Boa Tarde, meu nome é Daiane, tenho 27 anos e sou funcionária pública.
    O crochê entrou na minha vida enquanto criança, observando minha irmã. nessa época, ela me ensinou os pontos básicos, mas não dei continuação. Na adolescência, descobri o gosto pelo artesanato, comprei uma revista de crochê, pedi a agulha que minha mãe não usava mais e sozinha, fui desvendando os pontos. Nunca mais parei, hoje o crochê, além de um prazer, é também uma terapia em minha vida. faço bastante encomendas, mas ainda não é a minha principal fonte de renda. Parabéns pelo blog, passo sempre para ver as novidades, por favor, trabalho muito com peças voltadas para casamento, quando possível, coloquem alguns passo-a-passo sobre isso.
    Parabéns pelos 3 anos.

    1. Olá Daiane, fico feliz por sua visita e disposição em contar um pouco da sua história. Fiquei curioso em ver os trabalhos que faz para casamento! Se quiser enviar fotografias dos seus trabalhos para crochetapetes@gmail.com ficarei feliz em ver. Agradeço a dica e obrigado pelo carinho. Um grande beijo e sucesso sempre!

  18. Boa Noite. Primeiramente parabéns pelo Blog. Desde que descobri todos os dias dou uma espiadinha.
    Meu nome é Marcia, moro em Campo Largo,PR. Tenho 31 anos mas aprendi os primeiros pontos quando tinha 09 anos,com minha mãe. Desde então sempre arrumo um tempo para essa terapia.
    Hoje o crochê faz parte da rotina diária,pois não trabalho fora, tenho duas meninas pequenas e esse trabalho acaba ajudando no orçamento. Já vendi algumas peças que fiz tirando o passo a passo do blog. Agora estou fazendo um jogo de banheiro babado duplo(uma encomenda), usando esse espaço como referência. O crochê além de reforçar a renda domestica não deixa a depressão me pegar(rsrsrs).
    Obrigada por compartilhar conhecimentos e nos ensinar peças espetaculares. Que Deus abençoe por essa iniciativa, e que continue iluminando sua mente e de tofos(as)

    1. Oi Marcia, uma terapia que ajuda reforçar no orçamento é tudo de bom :) Fico feliz por suas conquistas e espero que apareça muitas encomendas pra você. Um grande beijo e que Deus ilumine todos nós sempre!

  19. bom em primeiro lugar, obrigado por se fazer presente na vida das artesãs,
    comecei a me enteresar pelo croche aos 9 anos de idade,minha mae bordava ponto cruz,mas nao sabia fazer croche,sempre bordava e pagava alguem pra fazer os famosos bicos de croche.Diante dessa dificuldade fui atras de alguem pra me ajudar,perto da minha casa tinha uma mulher expert no crochê,mas nao quis me ensinar,mas um dia fui ate a casa de uma amiga e a mae dela tbm fazia e eu fiquei encantada ao ve-la fazer,era lindo ver que daquela bola de linha poderia sair algo tao belo,pedi a a ela pra me ajudar,e ela me ajudou,agora em maio faz 10 anos que Deus a chamou, mas sou etrnamente grata a Deus e a ela,pude ajudar muito minha mae a trazer o alimento pra casa gracas ao croche. e hoje faco algumas encomendas ainda,mas nao consigo ficar sem minhas agulhas ,amo o que faco…
    obrigada por fazer parte da nossa historia..

    1. Você é uma batalhadora Ilza! Ainda bem que não desistiu diante da primeira recusa. Repassar o que sabe é deixar um pouquinho da gente para sempre vivo, é exatamente isso que aconteceu com sua primeira professora de crochê. Um grande beijo, obrigado pelo carinho e que Deus abençoe você e toda sua família.

  20. Ola bom dia!!!
    Quero dizer em primeiro lugar que todos os dias estou aqui no blog pq amo de mais oq vc faz o blog é perfeito .
    Eu sou micheli tenho apenas 23anos aprendi fazer croche com uma amiga quando estava gravida do meu filho a dois anos e meio +ou- sempre tive vontade de aprender e essa amiga me ensinou apenas os pontos um unico dia ,depois disso aprendi e começei a inventar meu simples tapetes,depois começei a pesquisar na net sobre croche e os videos p fazer novos modelos.conheci o blog +ou- a um ano e meio e fiquei maravilhada com tanta bondade e sabedoria em ensinar as pessoas sem cobrar nada em troca,hoje sou viciada no blog faço apenas trabalhos tirados daqui uso o croche para ter um dinheirinho a mais e tbm como forma de me distrair e ocupar a mente pois estou passando por depressao e quando faço croche me alegra muito ainda mais quando termino os jogo completo que tiro daqui p fazer ,ja fiz tantos trabalhos do blog e quero fazer todos (rsrsrs),apesar de meus 2 filhos serem bebe um de 2 anos e 5 meses e outro de 11 meses eu consigo um tempinho para crochetar.
    Parabens pelo blog vc é simplesmente di mais.Deus lhe pague tanta bondade com as pessoas .um forte abraço .

    1. Olá Micheli, que legal ter sua visita aqui todos os dias! Fiquei feliz em estar ajudando de alguma forma, principalmente sabendo que já consegue reforçar seu orçamento com as ideias postadas aqui. Espero que sua recuperação seja plena e que Deus abençoe você e seus filhos. Forte abraço.

  21. Eu faco croche desde criança depois que me casei Continuei fazendo depois que meu esposo faleceu coloquei Deus na frente e nunca mais parei faço croche todo dia não paro sempre tenho encomendas de tapetes ou panos de prato graças a Deus eu amo fazer croche Agradeço a oportunidade obrigada

  22. Quando eu era criança a vizinha ensinava eu e as filhas dela abordar fazer tricô e croche me afeições no tricô e no croche mas sempre gostei mais do croche fiz trabalhos maravilhosos no tricô para mim e para minha familia mas o croche eu amo fazer sempre tenho encomendas
    Eu fiquei viúva muito cedo tinha 44 anos com 03 filhos a caçula tinha 09 anos coloquei Deus na frente e vamos fazer croche para ajudar nas despesas e não correr o risco de entrar em depressão para mim o croche e uma terapia eu faço croche todo dia não sento no sofá para assistir TV tenho que fazer croche
    Quando eu era criança minha mae não tinha dinheiro para comprar linha de fazia toalha do barbante do saco era cheio de emenda mais era oque ti ha para fazer mas graças Deus hoje do valor a tudo isso agradeço a oportunidade de contar a minha história e fico feliz por essa confianca

    1. Olá Maria Aparecida, linda sua história. Muito boa sua atitude de encarar as dificuldades da vida como lições. Tenha certeza, o verdadeiro valor da vida está nos pequenos detalhes. Parabéns por sua atitude e muuuuito crochê :) Grande beijo.

  23. Oi Boa noite.Meu nome e flavia sou cearense de Itapipoca,moro no Pará Altamira dentro da selva.Aqui nao tem muita opção de nada.Aprendi a fazer crochê cm 12 anos mas nunca fiz nada,indo morar na Selva amazônica fizemos um grupo um ensina o que sabe para outra e então comecei a fazer crochê.Hoje e minha terapia amo de paixão faço quase tudo mas tenho muito q aprender,sigo o blog fazendo minha pecas muito bommm parabéns Samuel!!!Ainda não tou vendendo so pra uso próprio e para família.Bjossss Muito obrigada por seus passos a passos.♡♡

    1. Oi Flavia, que legal receber sua visita aqui no blog! Eu nasci em Rondônia e moro em Fortaleza, fiz o caminho inverso :) O Brasil é uma maravilha com grande contraste de clima e vegetação, só quem conhece para ter ideia da diferença não é mesmo? Grande beijo e obrigado pelo carinho.

  24. Olá!
    Em primeiro lugar, quero parabenizar o Blog.
    O aniversário é de vocês, mas o presente é nosso.
    Parabéns! Que continue nos inspirando por muitos anos mais.

    Minha história…
    Meu nome é Helena, tenho 53 anos, e sou aposentada há 16 anos, por invalidez. Perdi 98% do movimento da minha mão Esquerda, e tenho o 4º dedo amputado, e não tenho movimento de punho.
    Foi e é, uma luta muito difícil. Mas, eu não desanimo.
    Aprendi a fazer crochê, com a vovó. Eu sentava junto aos seus pés, e com meus 5 anos de idade, apenas, tentava reproduzir com um “palito de dentes”, o que ela fazia com suas agulhas.
    O papai, vendo meu “sofrimento” (risos), esculpiu uma agulha de crochê para mim, que eu guardo com carinho, até hoje.
    A partir daí, sempre fiz trabalhos. Mas, aí veio a invalidez, e perdi totalmente, minha habilidade.
    Como tudo é força de vontade e perseverança, comecei a tentar novamente, uma forma de segurar a linha, começar a crochetar novamente.
    No início, segurava na perna, depois com as várias cirurgias (32 num total), comecei a enrolar a linha nos dedos sem movimento, e isso foi dando certo.
    Fiz até uma página no Facebook. 
    Conheci o Blog desde o início.
    Fiquei encantada com os PAP. Facilitou muito a minha vida. Quando as fotos podiam ser ampliadas, me facilitavam muito, mas isso mudou com o tempo, e não podemos mais ver as fotos atuais ampliadas.
    Alguns dos meus trabalhos, eu consigo vender. Quisera eu conseguir vender mais. 
    O crochê é para mim uma terapia, tendo em vista, que depois que vc se aposenta, as coisas ficam bem complicadas, principalmente com uma deficiência.
    Sou eternamente grata, pelo altruísmo, capricho, dicas e compartilhamento de cada trabalho. Eu fico encantada.
    Muito obrigada!
    Que vocês continuem nos ensinando mais e mais. O Blog é fantástico.
    Parabéns!

    1. Que prazer ler sua história e saber que você acompanha o blog desde o início. Fiquei muito curioso e encantando por saber que guarda a agulha esculpida que seu pai lhe deu :)! Um grande beijo, que você possa fazer muitos e muitos trabalhos.

      1. Vou te mandar uma foto da agulha, por email. O papai, apesar de militar, era muito bom com trabalhos em madeira. :)

        1. Recebi sua imagem! Que maravilha Helena, agora entendo o porquê de você batalhar tanto por esta arte. Grande beijo.

Desenvolvido por: GIRO HOST
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.