Você fez seus trabalhos, todos gostaram e surgiram as encomendas… e agora, quanto cobrar em meu trabalho? Leia este artigo completo para entender melhor como fazer este calculo!

Uma das fórmulas que muitos utilizam é multiplicando o valor gasto em materiais por três (Ex. R$50 de materiais, vezes 3 = R$150) mas nem sempre isso vai dar certo. Em uma peça de crochê com linha fina e com muitos detalhes o valor do material pode ser baixo porém teríamos muito trabalho na execução da peça. Se você quer fazer do artesanato sua fonte de renda então precisa pensar como todos os profissionais, ou seja, saber os custos reais do seu trabalho para determinar um valor justo.

  Calc blog

Você quer entender melhor todos os custos da produção de uma peça, certo? Neste caso recomendo ler os passos abaixo para depois utilizar a CALCULADORA e chegar a um valor justo.

1º Passo:

  • Quanto você quer ganhar por mês? Digamos que nosso objetivo seja ganhar um salario mínimo trabalhando 8 horas por dia. Na presente data o valor de um salário é R$954,00 Neste caso o valor de uma hora de trabalho é de R$4,33 – Este cálculo foi feito seguindo a legislação trabalhista que estabelece, salvo os casos especiais, que a jornada normal de trabalho é de 8 (oito) horas diárias e de 44 (quarenta e quatro) horas semanais, logo são 220 (duzentos e vinte) horas de trabalho mensal. Agora que você já entende um pouquinho sobre o salário, estabeleça quanto você quer ganhar por mês com seu trabalho!
  • Quantas horas você deseja trabalhar por dia? Trabalhar em casa é uma maravilha mas, você precisa organizar suas tarefas e anotar quantas horas por dia serão dedicadas para alcançar o salário que pretende. Você também precisa saber quantos dias por semana você vai trabalhar em busca do seu objetivo. Para isso estabeleça quantas horas por dia e durante quantos dias da semana vai se dedicar ao artesanato! (Dica: Faça uma planilha e anote suas horas de trabalho em uma peça, não se esqueça de anotar todos os intervalos para que consiga saber exatamente quantas horas foram dedicadas)
  • Férias!!! O trabalho em casa é legal, mas todo mundo gosta de férias não é mesmo?  para uma viagem, para descansar e voltar a todo vapor!  Então anote a quantidade de semanas você vai descansar do artesanato em suas tão merecidas férias.

2º Passo

  • Quanto custa o material? Todo o material utilizado em uma peça tem um custo, mesmo se você utilize apenas parte de um novelo de fio por exemplo, basta dividir o valor pago e determinar o custo de fio utilizado em uma peça. Se Comprar enfeites para colocar em sua peça também precisa ser contabilizado. Anote quanto gastou e qual o custo real dos produtos utilizados na peça. (Ex.: Comprei 1 novelo com 400g de fio, paguei R$20,00  utilizei apenas 300g. Neste caso 100g de fio custou R$5,00 e se utilizei apenas 300g o valor gasto foi R$15,00  Faça a divisão para todos os produtos utilizados para determinar o custo real da peça.) 
  • Qual o tempo para produção da peça? Você se organizou, anotou todas as horas de trabalho em uma planilha, certo? Então chegou a hora de somar o tempo gasto e determinar qual o tempo total para produção da peça.
  • Qual será sua margem de lucro nesta peça?  Chegou a hora de definir sua margem de lucro com cada peça, aqui não vamos contar os valores com materiais ou horas de trabalho. Normalmente esta margem de lucro varia entre 40% e 50%. Trabalhar com revenda de cosmético por exemplo você consegue faturar em média 32%. Cada trabalho manual é peça única, mesmo que faça seguindo uma ideia já existente será sempre uma peça exclusiva, portanto sua margem de lucro pode ser um pouco maior. Anote qual será sua margem de lucro!

3º Passo

  • Qual o valor de seu custo fixo? Toda produção tem um custo fixo. Se você tem um espaço exclusivo para produzir suas peças então deve levar em conta todos os gastos mensal com este espaço. Se você trabalha em casa estes custos existem!!! Sua conta de luz é exemplo de custo fixo 🙂 Para estabelecer o valor por hora você anotar o valor total da fatura e dividir por 720h que equivalem a 30 dias. Como você já anotou quantas horas foram gastas na produção da peça ficou fácil saber qual o valor do custo fixo. Anote qual o valor do custo fixo para produção da peça.
  • Qual o valor de seu custo variável? Você precisou se deslocar até uma loja para comprar os fios? Anote os valores gastos com passagem e faça a divisão entre os produtos para saber o custo final dos mesmos. Aqui também você precisa somar os gastos com embalagem para entregar sua peça. Se você vende pela internet, leve em conta os taxas de intermediação para pagamentos (São aqueles valores que as operadoras cobram para efetuar uma transação. Sejam com maquininha de cartão ou taxa com PagSeguro, MercadoPago ou Elo7 por exemplo). Apesar de ser um custo relativamente baixo precisa ser levado em conta. Agora já está ciente que o valor pago no novelo de fio foi um pouquinho maior não é mesmo? 🙂 Anote então o valor do custo variável.

Calculadora

Agora com tudo anotado chegou a hora de calcular os valores e determinar o valor real de venda de sua peça. Preencha os campos com os valores que você anotou ou faça uma simulação!

Sabendo qual o custo para produção de uma peça podemos negociar com segurança. Para dar desconto em uma peça você pode reduzir sua margem de lucro. Sem saber os valores você corre um sério risco de pagar para trabalhar descontando até os valores gastos com materiais.

Não adianta reclamar que o artesanato não é valorizado. Precisamos oferecer nosso trabalho e apresentar nosso preço, se o cliente gostar do trabalho com certeza vai aceitar e fechar a compra, caso contrário não se aborreça, tenha em mente que por um preço menor seria inviável o trabalho. Não adianta apenas vender, precisamos saber se estamos tendo algum retorno.

Dicas extras: ♥♥♥

Sabendo o valor a ser cobrado resta se prevenir na hora de fechar uma encomenda. Antes de começar a confeccionar uma peça combine com o cliente o preço final e exija o pagamento de um adiantamento que pode ser de 50% do valor total e o restante ao finalizar a confecção, desta forma você não fica no prejuízo caso haja desistência por parte do cliente.

Se o cliente desistir do produto após o pagamento de 50% combine o envio de peças que contemple os valores já pagos visto que não temos como fazer a devolução dos materiais que foram comprados, mas deixe isto bem claro no ato da negociação.

Antes de finalizar quero deixar algumas dicas interessantes. Caso o comprador seja de outra cidade precisamos calcular o valor do frete e isso é bem fácil de ser feito através do site dos CORREIOS. Basta ter em mãos o CEP de destino o peso e as dimensões da caixa a ser enviada (Compre uma balança daquelas de cozinha que vai facilitar muito sua vida!). Para acessar o site dos CORREIOS clique AQUI.

Venda seus produtos na internet! Anuncie nas redes sociais e considere se cadastrar no Mercado Livre, Elo7, PagSeguro e PayPal. Seus produtos vão conquistar o mundo!

Agora que temos um melhor esclarecimento sobre os valores a serem cobrados em trabalhos de crochê ou qualquer artesanato, só resta caprichar na peça e na embalagem. Nós do blog croche.com.br desejamos a você muito sucesso sempre!